Carta de Boas-Vindas

Conheci o projeto na sua 4ª edição, em 2019, quando havia recém-chegado ao curso de Relações Internacionais da PUC Minas (Poços de Caldas). Entrei no MINIONU já no primeiro semestre, me apaixonando cada vez mais pelo projeto a cada treinamento, fazendo amizades, desenvolvendo a minha oratória, trabalhando em grupo, aprendendo muito e tendo a certeza de que eu queria perdurar nele por toda a minha permanência no curso. Nos dias do evento, durante as simulações, vi através dos discursos das delegadas e delegados que o MINIONU realmente é o nosso jeito de mudar o mundo; é muito inspirador assistir a uma juventude engajada, debatendo sobre os mais diversos temas que permeiam a política internacional.

Contudo, logo no início do ano seguinte, o mundo foi confrontado por um desafio há muito tempo não visto: uma pandemia. Com perseverança, aferro e muito trabalho em grupo, o MINIONU conseguiu sobreviver durante esse período tão crítico. Mesmo à distância, nos vendo apenas por pequenas janelas numa tela, o projeto continuou mudando vidas e nos inspirando cada vez mais. As duas edições remotas do MINIONU comprovaram que, com o esforço coletivo, resiliência e o impulso por um futuro melhor, nem mesmo uma pandemia é capaz de nos parar; e, agora, enfim voltando ao solo da PUC, estamos mais fortes do que nunca.

Aos delegados e delegadas, estudem, pesquisem, engajem e sejam as sementes deste vasto jardim chamado futuro. Aos professores e professoras, continuem sendo esse espelho a todos nós, trazendo a nós, alunos, de todas as idades, um incomparável brilho no olhar, e saibam da nossa eterna gratidão por todo o conhecimento compartilhado. Aos membros da equipe, deem o seu melhor, treinem e trabalhem para que juntos e juntas possamos preparar um evento que irá transformar a vida dos que participam.

Assim, gostaria de dar as boas-vindas a todos e todas à 7ª edição do MINIONU Poços de Caldas!

Afonso de Arruda Falcão Sanches Machado.